sábado, 16 de março de 2013

Living Young, Wild and Free - Cap. 4




 - Porque quer logo lá?



- Vamos dar só uma olhadinha, depois a gente decide se é lá ou não - olhei pra ele, que tomava mais um gole de seu uísque.



 Chegando lá:



- Tá vazia...



- Queria o que, Justin? Que uma puta tivesse de quatro te esperando? Afe...



- Talvez. - olhei para ele com uma cara de "o quê?". - Mas só com você é melhor.



- Sério? - falei - Vai, me dá um pouco de uísque - Arranquei o copo da mão dele, entrando na cabana. Com isso derramei um pouco de uísque na barra do meu vestido e na minha coxa. - Merda! Justin, você tá vendo papel por ai?



- Porque?



- Derramei uísque em mim.



- Não, não tem papel numa cabana "sexual". Mas vem cá que eu dou um jeito nisso. - ele falou me puxando pela cintura e me arrancando um beijo.

Não tentei parar o Justin queria. Por mais que eu queresse, essa era a minha função, certo?


(...)



Depois daquilo na cabana, nos vestimos e fomos embora. Justin me levou para e eu o convidei para entrar. Ele entrou e ficou, claro.


- Vai ficar para dormir?


- Posso? - ele perguntou


- Você que sabe.


- Tá, mas não é pra "dormir", né? - ele falou sussurando em meu ouvido, fazendo com que eu me arrepiasse inteira


- Sim, é pra dormir, já deu por hoje,né?


- Não, eu ainda quero mais. - ele falou isso e o olhei com uma cara de "não tem".


- Vou tomar banho. Escolhe um filme ai pra gente assistir, quando eu voltar eu faço a pipoca.


- Tá.


JUSTIN POV


  Depois dela subir, comecei a procurar algum filme. Nenhum interessante. Entre tantos filmes ali, nenhum era bom o bastante.
  Resolvi subir. Entrei em seu quarto, a porta estava entreaberta. Torci muito para que ela estivesse ali pelada na minha frente, mas ela ainda estava no chuveiro.
  Suas roupas estavam no chão, junto com seus sapatos e sua bolsa, que estava tocando. Abri-a, e vi que uma menina chamada Katherine estava ligando. Resolvi atender.

- (SN)?


- Não... Quer dizer,sim...


- É do celular da (SN)?


- É.


- Então quem é?


- É o Justin... ela tá no banho...


- E o que você tá fazendo na casa dela...


- Eu trouxe ela, e... Porque eu tô dando satisfação pra você? Quando ela sair eu falo pra ela te ligar.


Desliguei o telefone. Deve ser uma vadia, que nem a (SN). Se bem que a (SN) não é uma vadia, porque pensei isso? Ela é linda, e ao mesmo tempo sensual, é meiga e selvagem, ela é tudo que um cara deseja. Mas, não! Não posso sentir nada por ela, só posso comé-la.

- O que tá fazendo com o meu celular, Justin? - ela disse saindo da banheiro só de toalha.


----------------------------------------------------------------------

oi lindas!

vcs me perdoam? hein? tomara que sim... sei que demorei a postar, mas é que agora eu tô estudando de manhã, e de noite eu to exausta... é academia, curso de inglês... ai eu fico acabada! mas mesmo assim, eu postei e espero que vocês gostem! :) ahh eu mudei o user no twitter, agora é @taughtjdb c:

xoxo

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

LEIAAAAM!!!!! :))))





Oi bando de panda sabor jujuba!!! Tudo bom?

Entao, esses dias eu sonhei que tava fugindo de casa, e acidentalmente, isso me deu uma ideia pra uma fic. E assim eu ja fiz o primeiro capitulo.


Tipo assim: uma garota cresceu revoltada pois seus pais nunca gostaram dela. Assim, ela resolve fugir de casa. Quando tudo estava indo certo, quando uma festa numa casa, cheia de bebida, gente fora de si, a atrai. Ela, teimosa, entra na casa, e comeca a beber. Um tempo depois, percebendo que estava alterada, resolve sair dali, seguindo seu caminho. Ao atravessar uma rua, foi atropelada por um carinha que a ajudou. Ai tem o desenrolar da historia... kkk


OBS: essa fic tem o mesmo esquema das outras de minha autoria, o nome da personagem principal vai ser (SN). Quem acompanha aqui sabe que eu nunca fui boa com nomes, e assim sempre coloco (sn), kkkkk


Ah, e sobre Coincidencias do Amor, eu resolvi que ela vai ficar aqui por mais um tempinho ;) Vou mudar umas palavrinhas ali, e quando tiver tudo certinho eu aviso,ok?



xoxo, milena :)




quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Living Young, Wild and Free - Cap. 3



- Tchau. - ele fala dando a partida no carro.

Fechei a porta, e fui comer Doritos. Um tempo depois, resolvi ir me arrumar para a festa, já eram 18:30.

Depois de muito procurar, achei uma roupa legal. Sabia que Justin ia demorar para voltar e me pegar, então resolvi ir assitir TV.

Uma hora depois, ouvi uma buzina. Fui pegar minha bolsa, e abri a porta, onde vi Justin fechando a porta do carro e vindo em direção da porta.


- Oi.


- O-oi. Entra em casa de novo.


- Porquê?


- Porque você tá muito gostosa, eu não vou me aguentar até a casa do Chaz.


- Segura seu amiguinho aê. - falei trancando a porta.



(...)




Chaz era um garoto cuja familia muito rica, e todo ano, nessa época, ele dá uma festa. Sua casa era muito grande. A mansão, tinha uns 15 cômodos. Na parte de fora, tinha um bosque enorme em volta da casa, onde tinha um lugar em especial. Tinha, digamos que, uma cabana meio abandonada lá. Quem fazia lá, falava que era a melhor que já tiveram. Não me empolgaria para eu fazer isso hoje na cabana, mas que sabe...


Chegando lá ,fomos comprimentar Chaz.

- Oi, Justin. (SN)? Vocês... vocês tão juntos?


- Claro que não Chaz. - falei dando risada. - É só uma relação formal, se é que você me entende...


- Sei... Será que não rolaria depois... eu... você...uma cama?


- Vou pensar no seu caso,Chaz. Ah, - falei chegando perto de seu ouvido - comigo não precisa da cama.


- Justin, você é um cara muito sortudo. Muito mesmo.


- Eu sei. - ele falou olhando para minha bunda, já que eu estava indo em direção do bar.

Chegando lá,tinha um garoto. Muito lindo.

- Olá - disse ele.

- Oi.

- Você é go...linda.

- Obrigada.

- Sobe comigo pra um quarto?

- Não dá... Tô marcada pra morrer... quer dizer, pra dar.


- Quem seria o sortudo,linda?


- Ele - falei olhando para o outro lado da pista. Ele estava sentado num sofá, com um copo de uisque na mão. Ele me viu, e olhou lá pra cima como quem fala "vamos subir pra uma?" Neguei com a cabeça. Ele olhou lá pra fora, em direção ao bosque. Mexi meus ombros simbolizando um "tanto faz".


--------------------------------------------------------------------------------------



eae, tão gostando? Ficou pequeno?
Eu sei que eu demorei 15 dias pra postar, é que eu viajei gente, entendam... ah, eu mudei o user no twitter, agora é @skyjdrew . Me sigam lá.

Ah, eu to pensando seriamente em deletar "Coincidências do amor",o que acham? Acho que eu to focando muito em LYWAF , e não sei como continuar... Se puderem dar ideias, vai ser ótimo c:


Se quiserem que eu avise quando eu postar, é só deixar o user nos comments >.<



xoxo, milena :)

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Living Young, Wild and Free - Cap. 2



- Claro, sem sentimento. Quem dizer, sem amor, porque com você não tem como não sentir prazer... É que com você é diferente... Você não liga de eu ser popular ou não... Contando que eu tenha um pau, não seja gay e não tenha DST, você vem e quer.

- Mas eu não sou a única... É so você ver uma boceta diponivel que já quer levar né?


- Digamos que sim... E digamos também que eu tive uma ideia.

(...)


Então, eu tinha feito um trato com Justin. Era só sexo entre eu e ele. Sem sentimento, só prazer, sem culpa. Só a gente.


Uma semana havia se passado, e Justin tinha reatado seu namoro com Selena.

Na aula de educação fisica, o chamei embaixo da arquibancada.

- Você tá querendo uma aqui agora? - ele pergunta com um sorisso malicioso


- Não... Você tá louco? O que te deu na cabeça de reatar com a Selena? Porque fez isso?


- Porque ela não parava de encher meu saco.


- Mas e o trato?


- Tá de pé ainda. A festa é hoje, vai?


- Vou, mas não com você. Você tem que levar a sua namoradinha que tava enchendo seu saco.


- Ela não vai. Ela vai viajar.


- Ela vai viajar em plena semana de prova?


- Talvez. Ou ela tá mentindo.


- Foda -se.


- Não, fodo - te.


- Ha, Justin. - olhei para ele, que estava com um sorisso irônico. - Que foi?


- Quer que eu te leve pra casa?


- Porque?


- Meu carro é escuro, ninguém vê o que acontece dentro.


- E o que aconteceria dentro?


-  Eu dirijo até um motel enquanto você me chupa, pode ser?




(...)




Chegamos lá,e ele começou a meter.

O celular dele começa a tocar:



- É a Selena.


- Que-er que e..ela escute meeeus gemiiidos? - ele balançou a cabeça negativamente - então não atende.


Ele ignorou a ligação, e me virou:


- Abre as pernas.


 Pensei que ele ia meter, mas ele abaixou a cabeça e penetrou a lingua.


- Você é deliciosa. - ele falou logo depois de eu ter gozado - e eu , sou bom? - ele falou esfregando seu pau em minha boca.


- Vamos provar.


Comecei a chupar, e ele depois de um tempo gozou.


- E ai? - ele perguntou


- Muito bom... Delicioso. - falei o beijando. - Me deixa em casa, vou me arrumar pra festa.


- Lá vai ter mais?


- Se você merecer, sim.


Me vesti, com dificuldade, porque quando me levantei Justin começou a chupar meus seios.


- Tem certeza que quer ir mesmo?


- Tenho. Se eu não for agora, não rola festa hoje, ou seja, não rola uma transa gostosa com você.


- Então vai embora.


- Eu vim com você, eu volto com você.


(...)


Ele me deixou em casa, e falou enquanto eu saia do carro:


- Te pego às 20hs, beleza?


- Tá. Tchau.


- Tchau. - ele fala dando a partida no carro.


-------------------------------------------------------------------------------------------------

eae,gostaram? se preparem, muitas partes hot's a vista. kkk comenteeeeeeeeeeeem e façam suas críticas, negativas ou positivas, elas fazem bem ;) bjbjbj

                                                                        - Milena

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Living Young, Wild and Free - Capitulo 1



Resolvi sair da sala. Falei para o professor que ia no banheiro. Sai no corredor e vi um garoto. Só havia ele lá.

- Logan? - falei.

- O que você quer? - ele responde.

Logan era aquele tipo de garoto que não era bom nem mau. Ele fazia brincadeiras com as garotas - brincadeiras, digamos que, maliciosas demais - ficava com várias garotas na mesma festa... Enfim, conheço bastante esse tipo de cara.


- O trabalho que o profes... - não tive tempo de falar, ele me interrompeu.

- Você não quer saber do mesmo do trabalho, quer?

- Quero. Posso ir na sua casa depois da aula?

- Pode. Ou, você tá malhando?

- Porque?

- Você tá mais gostosa - ele falou.

- Pára Logan. Onde você ta indo? - falei enquanto ele andava pro outro lado do corredor.

- Tô indo embora. A próxima aula é muito chata. Quer ir comigo? - ele fala com um sorriso malicioso.

- Pode ser.


(...)


- Logan, você trouxe uma amiga? - fala a mãe dele abrindo a porta de sua casa.

- É, a gente vai fazer um trabalho.

- Tá, fiquem aqui que eu vou sair agora. Tchau.

- O que a gente vai fazer? - falou Logan, olhando pra mim

- O trabalho?

- Nada disso. - ele fala apontando pro sofá. Sentei. - Lembra que uma vez, numa festa, você falou pra mim que se rolasse algo entre a gente, tipo sexo, ia ser só formal?

- Lembro, porque?

- Porque eu quero um formal agora.


(...)

   Quando vi, já estavamos no quarto dele. Ele já tinha tirado a jaqueta e a camiseta, e tava tentando tirar meu vestido.

- Me chupa.

   Comecei a tirar a calça dele, e ele já estava com um certo volume dentro da cueca. Ele tirou a cueca e deitou na cama.

   Lambi a ponta do pau dele e dei um sorriso malicioso. Ele pegou meus cabelos e empurrou minha cabeça, fazendo todo o seu pênis entrar na minha boca. Comecei a fazer movimentos e massagear suas bolas.

- Me fode.

- Só se for agora.

Fiquei de quatro e ele meteu em mim. Ele era muito rápido. Muito.

O celular dele começou a tocar.

- Quem é o filho da puta? - falei

- Alô?

- Falaê, cara!

- Bela hora pra você ligar, Justin.

- Justin? - Falei arrancando o telefone da mão de Logan. - Oi, Justin, tá afim de um menage à trois ?

- (SN)? Onde vocês tão?

- Na casa do Logan. Vai vim?

- Abre a porta então, to atravessando a rua.

Ele chegou já tirando a camiseta, e vindo pra cama. Ele começou a meter em mim enquanto em fazia oral no Logan. Um tempo depois, Logan gozou e eu fiz questão de engolir cada gota.

- Minha mãe chegou.

- Des... desce láaa, e enro...enrola elaaa.

- Só vou porque o Justin acabou de chegar e não aproveitou quase nada.

Ele se vestiu e saiu do quarto.

- Me chupa (SN) .

Ele se virou e eu comecei a chupar o pau dele. Era bem melhor do que o do Logan.

- Quero te foder mais.

Ele me virou e meteu em mim. Ele gozou em mim e depois de um tempo eu gozei. Fomos parando aos poucos e ele falou:

- Semana que vem tem uma festa na casa do Chaz, vai comigo? Eu peço pra ele reservar um quarto pra gente...

- Pode ser, mas eu quero uma diferente amanhã.... Lá tem piscina?

- Tem. Você é selvagem. - ele fala com um sorriso malicioso.

- É, pode ser que eu seja. Mas você sabe que não tem relação nenhuma além de sexo,né?

- Claro, sem sentimento. Quem dizer, sem amor, porque com você não tem como não sentir prazer...

-----------------------------------------x---------------------------------------

eae, gostaram? comentem e falem se gostaram da parte hot... ah, como eu falei na sinopse, eu não coloquei um nome na personagem porque não sou boa com nomes e não queria colocar um nome zuado...

bjs

@wazzupdr3w

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Nova FIC - Living Young, Wild And Free.

 
SINOPSE
 
 

   Eu era popular na escola, estava no último ano. Falavam que eu era bonita, mas eu não gostava muito do meu nariz. Os garotos falavam que queriam ficar comigo. Fazia um tempo que eu namorava. Mas não significa que eu não tenho sexo. Pelo menos comigo, funcionava o sexo formal. Só sexo e pronto. Nenhum sentimento. Só sexo.
            Eu vivia selvagem e livremente. Mas eu vivia assim de casa pra fora. Dentro do lugar que eu chamava de "lar", havia um inferno entre eu e meus pais. E eu não estava aguentando mais. Precisava por um basta nisso. E isso seria hoje.
 
 
 
 
eae, gostaram? essa vai ser minha primeira FIC... Ah, em relação ao nome da personagem, eu ainda não decidi.... Tava pensando em por só um (SN). Não tenho criatividade com nomes... Comentem!!! Aparecem leitoras fantasmas!!!
 
um bj ;*